CONVIDADOS CONFIRMADOS

ABBAS GHANBARI

Bacharel em Ciências de engenharia elétrica. Mestrado em Engenharia de Controle Elétrico, com a dissertação “Design de controlador tolerante a falhas usando sistemas inteligentes para o atuador”.Doutorando em Administração e Gestão de Empresas. Membro da comunidade de elite iraniana (Comitê Científico). Membro da organização de engenharia do Irã desde 2010.Membro da comissão de educação e da comissão de promoção da tecnologia da Associação Iraniana de Rochas Ornamentais e membro do Conselho Regulador da Indústria de Rochas Ornamentais do Irã. Desenvolveu uma nova fórmula de materiais de preenchimento para os vazios dos travertinos em 2009 (patente). Dois artigos em engenharia de controle elétrico (lógica Fuzzy), aceitos para publicação no Journal of World Electrical Engineering and Technologye um livro de compilação da aprendizagem simples da linguagem de programação MATLAB para engenharia de controle elétrico (2014).

ALI SHAFIEI ESFIDVAJANI

Há três gerações nesta indústria, doutorando em Administração de Empresas. Oficial da Comissão de Desenvolvimento de Economia e Exportação da Associação Iraniana de Rochas Ornamentais. Equipe executiva do IS.I.M (Instituto Italiano de Mármore) no lrã. Membro do Conselho de Administração e Diretor de Marketing em Pasargad Stone.

ANTONIO GILBERTO COSTA

Possui graduação em Geologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1979) e doutorado em Petrologia e Petrografia pela Technische Universitaet Clausthal Zellerfeld / Alemanha (1987). Atualmente é professor da Universidade Federal de Minas Gerais, onde coordena o Centro de Referência em Cartografia Histórica da UFMG, o Laboratório de Caracterização Tecnológica de Rochas com aplicação Industrial – LABTECRochas e dirige o Museu de HISTÓRIA Natural e Jardim Botânico da UFMG . Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Petrologia e Petrografia de Rochas Ígneas e Metamórficas, Rochas Ornamentais e de Revestimento e em Cartografia Histórica. Atua principalmente nas seguintes áreas: caracterização tecnológica de rochas, alterabilidade e estudo de monumentos pétreos, petrologia e petrografia de rochas metamórficas de alto grau e cartografia histórica da região sudeste do Brasil. Tem experiência em administração universitária, que envolve direção de colegiado de curso, unidade acadêmica, rede de museus universitários, centro de pesquisa, laboratório de pesquisa e centro de referência.

BJÖRN SCHOUENBORG

Doutor em Geologia (Mineralogia e Petrologia).  Desde 1990 atua profissionalmente no RISE – Institutos de Pesquisa da Suécia. Pesquisador sênior do RISE, onde é responsável pelo gerenciamento técnico e científico das rochas naturais. Presidente da IAEG/C10 –  rochas ornamentais e de revestimento, desde 2007. Presidente da Comissão do IUGS sobre patrimônio geológico e subcomissão sobre patrimônio rochoso. Coordenador do comitê sueco de padronização TK508 sobre rochas naturais. Especialista e representante sueco no CEN/TC 246 – rochas naturais; e no CEN/TC178/WG2 – produtos de rochas naturais. Co-editor do Bulletin of Engineering Geology and the Environment. Co-editor da Geological Society of London – Special Publication on Heritage Stones, vol. 1 e 2.

CARLOS CÉSAR PEITER

Possui graduação em Engenharia Metalurgica e de Materiais pela Escola de Engenharia da UFRJ (1979), mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1991) e doutorado em Engenharia Mineral pela Universidade de São Paulo (2000). Atualmente é Tecnologista Senior do Centro de Tecnologia Mineral. Tem experiência na área de Tecnologia Mineral e Politicas para Desenvolvimento Científico e Tecnológico, com ênfase em Gestão de P&D de Tecnologias de Recursos Minerais e Materiais, atuando principalmente nos seguintes temas: arranjos produtivos, rochas ornamentais, novos materiais, granitos e sustentabilidade. Liderou a organização do Primeiro Congresso Internacional de Rochas Ornamentais (I CIRO , Guarapari, Brasil, 2005) e colaborou nos que se seguiram nas demais locações, seja no Comite Cientifico, seja como autor de trabalho.

CESARE FERRARI

Cesare Ferrari nasceu em 1947 em Carrara, a capital mundial do mármore, da qual sua família fazia parte. Graduado em Arquitetura pela Universidade Politécnica de Turim em 1974, iniciou imediatamente suas atividades profissionais dividindo-se entre o papel de Arquiteto e de Urbanista: em planejamento urbano, obras de infraestrutura e arquitetura de edifícios públicos / privados, como designer de objetos de materiais pétreos, sempre respeitando o meio ambiente, e como pesquisador. Seu conhecimento e experiência permitiram-lhe trabalhar no mundo todo como consultor, designer, empreendedor e professor, sempre com a intenção de valorizar o uso das rochas na arquitetura.

CID CHIODI FILHO

Geólogo, graduado pelo Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo – USP em 1975, atua no setor de rochas ornamentais e de revestimento há 30 anos, trabalhando com instituições governamentais, empresas de mineração e beneficiamento de rochas, construtoras, revistas técnicas especializadas, associações e sindicatos setoriais. Desde 1999 é consultor técnico da Associação Brasileira da Indústria de Rochas Ornamentais – ABIROCHAS. Suas pesquisa, publicações e palestras têm contribuído para o desenvolvimento e divulgação do setor brasileiro de rochas em âmbito nacional e internacional. É um dos autores do documento Rochas Ornamentais no Século XXI (2001), do Guia de Aplicação de Rochas em Revestimentos (2009) e do Estudo da Competitividade Brasileira no Setor de Rochas Ornamentais e de Revestimento (2018), publicados pela ABIROCHAS com apoio da Apex-Brasil. É o representante técnico brasileiro junto ao Comitê Europeu de Normalização – CEN, para normatização de telhas de ardósia.

CLIVE JOHN MITCHELL

Geólogo do Serviço Geológico Britânico, especialista em rochas e minerais industriais e no mercado de rochas ornamentais do Oriente Médio. Clive Mitchell desenvolveu projetos no Afeganistão, Etiópia, Gâmbia, Gana, Irlanda, Quênia, Malaui, Moçambique, Namíbia, Arábia Saudita, Tailândia, Uganda, Emirados Árabes, Reino Unido e Zâmbia. Experto comunicador, com muitas conferências internacionais. Membro do Comitê de Normalização Britânico para ensaios de caracterização tecnológica e membro da Sociedade Geológica de Londres.

FIRAS M-MUKHTAR ALJEDI

Engenheiro Civil pela Universidade de Tishreen, República Árabe da Síria. Desde 1993, especialista em Gestão e Construção de Projetos de Engenharia. Firas Aljedi é um especialista no segmento das rochas ornamentais e trabalhou como diretor e consultor para muitas empresas na Síria e na Arábia Saudita, bem como no desenvolvimento de pedreiras. Trabalhou também com grandes empresas italianas para desenvolver máquinas de processamento de granito e mármore, e com uma empresa alemã para produzir utilidades a partir de resíduos das fábricas de mármore e granito.

FRANCISCO JAVIER FERNÁNDEZ CORTÉS

Engenheiro de Minas da Universidade Politécnica de Madri, e com curso de Senior Executive da Manchester Business School. Desde 1996, trabalha no Centro Tecnológico del Mármol y la Piedra como Diretor, além de ser, desde 1997, Secretário Geral da Asociación de Empresarios del Mármol y la Piedra de la Región de Murcia.Membro da junta diretiva da Federación Española de La Piedra – FDP, sendo representante técnico dessa Federação no âmbito de normalização e certificação. Assessor da Federação Europeia da Pedra Natural – EUROROC. Participa do Raw Material Supply Group da indústria extrativa não energética da União Europeia. Atua como conselheiro e assessor em diversas outras instâncias, trabalhou como membro e diretor de grupos de trabalho de comitês europeus de normalização e foi diretor dos cursos de especialização em rochas ornamentais, da Universidade de Cartagena.

JOSÉ DELGADO RODRIGUES

Português, nascido em 29 de setembro de 1945. Graduado em Geologia pela Universidade de Coimbra, em 1967. Especialista em Engenharia pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), em 1976, e Diretor de Pesquisa da LNEC, em 1985. Membro dos Conselhos editoriais das revistas científicas: Journal of Cultural Heritage; Materiales de Construcción; International Journal of Architectural Heritage: Conservation, Analysis, and Restoration; Soilsand Rocks; Geotecnia. Autor ou coautor de cerca de 170 relatórios internos do LNEC. Autor ou coautor de cerca de 200 trabalhos apresentados em congressos e simpósios, ou publicados em resenhas científicas, nacionais e internacionais. Coordenador do projeto GRANITIX da União Europeia e cientista líder da LNEC de outros projetos da UE: LAMA, HARDROCK, ONSITE, MCDUR, COMPASS, LABSTECH, PRODOMEA, EU-ARTECH. Associado ao ISRM. Bolsista de pesquisa no Instituto Getty de Conservação em 2017.

LEONOR TRUCCO

Arquiteta formada pela Escola de Arquitetura, Urbanismo e Design da Universidade Nacional de Córdoba (FAUD – UNC, Argentina). Especialização em Desenvolvimento Territorial pela Universidade de Villa María (Córdoba, Argentina). Participou nos Cursos “Formação pedagógica para Professores Adjuntos”, “A Crítica como ensino do projeto” e “Pensar na Articulação”, na FAUD-UNC. Responsável pelo Programa de “Promoção do Uso da Pedra Natural na Construção” e pelo Projeto “A pedra utilizada em edifícios e locais urbanos”, do Departamento de Avaliação e Projetos de Mineração, da Secretaria de Mineração da Província de Córdoba. Responsável pelo Projeto de Extensão Tecnológica “PROPETRA” de capacitação; coordenadora e palestrante nos cursos de formação para canteiros em diversos municípios. Coordenadora do Programa “PRO.Ar” para a Promoção da Rocha Ornamental Argentina”, com atividades de promoção e capacitação. Subsecretária de Desenvolvimento Mineiro da Secretaria de Mineração da Nação.

MARIA DOLORES PEREIRA GOMEZ

Professora Titular da Universidade de Salamanca (USAL). BSc (USAL), MSc (Universidade de Portsmouth, Reino Unido) e doutora em Geologia pela USAL (1992). Dois anos de pesquisa e pós-doutorado na McMaster University (Hamilton, ON, Canadá). Diretora Regional da Associação das Universidades Iberoamericanas para Estudos de Pós Graduação (AUIP). Linhas de pesquisa: petrologia e geoquímica de rochas ígneas e metamórficas. Caracterização de pedras naturais para uso na construção e restauração. Geoheritage e Heritage Stones. Secretária Geral da Subcomissão IUGS Heritage Stones. Integrante do Comitê de Publicações do IUGS e do Comitê Editorial da Sociedade Geológica de Londres.

MARIA HELOISA BARROS DE OLIVEIRA FRASCÁ

Graduação em Geologia, com Mestrado e Doutorado pelo Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo. Foi pesquisadora do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo entre 1981 e 2012, onde exerceu cargo de Chefe do Agrupamento de Engenharia de Rochas da Divisão de Geologia, no período de 1998 a 2005. Experiência em Geociências, com ênfase à Geologia de Engenharia, atuando desde 1990 nas áreas de caracterização tecnológica, petrográfica e mineralógica de minerais e rochas industriais, principalmente rochas ornamentais. Especialização, a partir de 2000 no estudo da alterabilidade de rochas, por meio do desenvolvimento e aplicação de ensaios de envelhecimento acelerado. Também desenvolve trabalhos voltados à especificação destes materiais para uso na construção civil. Desde 2012 realiza atividades de assessoria e consultoria, bem como atividades acadêmicas junto a instituições científicas, na área de tecnologia de rochas, incluindo estudos diagnósticos da alteração e proposição de diretrizes para conservação de rochas em edificações e monumentos históricos e contemporâneos. Foi secretária da Comissão de Estudos “Pedras para Revestimento” da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas (2002-2010) e presidente da Associação Brasileira de Geologia de Engenharia e Ambiental – ABGE (2006-2008). Atualmente é vice-presidente para a América do Sul da International Association of Engineering Geology and the Environment – IAEG, e da subcomissão em “Pedras no Patrimônio” da International Union of Geological Sciences – IUGS.

NICOLA CAREDDU

Nicola Careddu, engenheiro de minas, recebeu o diploma de doutorado em Geoengenharia pela Universidade de Cagliari (Itália) em 1999. Desde 2002 é professor assistente na Universidade de Cagliari,  ministrando os cursos de “Mineração a céu aberto” e “Técnicas de perfuração”. Publicou mais de 70 artigos científicos. Seus tópicos de pesquisa atuais estão focados no setor de Rochas Ornamentais. O Dr. Careddu é membro do comitê científico do Global Stone Congress e do Grupo de Trabalho de Rochas no Patrimônio (entidade da União Internacional de Geociências em conjunto com a Comissão de Rochas Ornamentais e de Construção, da Associação Internacional. Atualmente, é chefe do projeto “Redução de aterros de mármore pelo aprimoramento do CaCO3“, apoiado pelo Governo Regional da Sardenha de Geologia para Engenharia e Meio Ambiente).

NURIA FERNÁNDEZ CASTRO

Mestre em Geologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009), Graduada em Engenharia de Minas – Universidade Politécnica de Madri, Espanha (1994), com especialização em Geologia pela Universidade Federal de Ouro Preto (1995), especialização em Tecnologia e Valorização de Rochas Ornamentais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2006). Atualmente é Tecnologista Pleno do Centro de Tecnologia Mineral (CETEM/MCTIC) e Chefe do Núcleo Regional do Espírito Santo, da Coordenação de Rochas Ornamentais e Minerais Industriais. Tem experiência nas áreas de Geologia e Engenharia de Minas, atuando principalmente nos seguintes temas: produção, caracterização e alterabilidade de rochas ornamentais, arranjos produtivos locais – APL, patrimônio geológico e mineiro, desenvolvimento sustentável e divulgação científica.

PAOLO MARONE

Engenheiro Civil, formado pela Universidade Politécnica de Nápoles em Projetos de Estruturas em Pedra, Itália, Paolo Marone é um especialista internacional, com mais 30 anos de experiência na produção, aplicação e restauro das rochas ornamentais e aproveitamento dos resíduos e Presidente do Instituto Internacional da Pedra – IS.I.M (Istituto Internazionale del Marmo, fundado pela Confindustria Marmomacchine, Itália). Tem experiência, em mais de 50 países, no desenvolvimento de projetos de pedreiras, plantas de processamento, sistemas de aproveitamento de resíduos, e projetos arquitetônicos e de restauro, assim como na realização de cursos e seminários de capacitação.

PAULO HENRIQUE ARALDI PENA

Arquiteto e Urbanista com 23 anos de trajetória profissional, há pelo menos 19 deles têm desempenhado atividade dentro do segmento industrial de rochas ornamentais como Gestor da Qualidade no que diz respeito à implantação de projetos, classificação de produtos, modernização e otimização dos processos produtivos, bem como no desenvolvimento de tratamento de rochas (oxidação de desoxidação). Também atua como Gestor de Projetos – CUT TO SIZE/MARMORARIAS, onde auxilia na concepção do projeto de layout, passando pelo planejamento estratégico para a implantação da unidade de negócio, além do desenvolvimento e gerenciamento do escritório de orçamentos, projetos e ordens de serviços. Atua também na gestão e coordenação direta com as equipes de colaboradores, realizando o levantamento de custos dos ser viços de corte e acabamento, elaboração de projetos executivos para atendimento de pedidos de revestimentos e mobiliário para os mercados interno e externo principalmente. Diretor da PHA PENA Capacitação Profissional Ltda.

PEDRO AMARAL

Atualmente, professor no Departamento de Engenharia Mecânica da Técnico, uma das faculdades de engenharia da Universidade de Lisboa. Atua na área industrial de pedra natural desde 1996. Durante esse período, tem participado e liderado alguns dos principais projetos de P&D, tanto em escala nacional como internacional. Em 2001, foi um dos co-fundadores da Front Wave, empresa de tecnologia de rocha que transformou ideias inovadoras em inovação industrial (exemplos de STORK e STONESCAN, produtos que começaram sua comercialização mundial em 2017). Pedro Amaral tem mais de 70 trabalhos científicos relacionados à Engenharia de Materiais, Tecnologia de Pedra e Teste Avançado e Caracterização de Materiais e Produtos. Atualmente lidera uma série de projetos ligados a novos desafios na indústria da pedra, desde a aplicação dos princípios do BIM até o processamento através de tecnologias de fabricação inteligentes usando robôs. As atividades atuais estão claramente orientadas para colocar a pedra em um papel de liderança para os desafios desta nova era industrial (indústria 4.0).

PIERO PRIMAVORI

34 anos de consultoria no setor de Dimension Stones. Atividades realizadas em 60 países, 5 continentes. Diretor de pedreira de mármore “GioiaPiastrone”, Massa (Itália) 1993-2001 e de granito (Kajado, Kenia, 1995-2004). 1996-2001: Diretor Gerente da PRISMA de propriedade da s.r.l. (Importação e comercialização de pedra), empresa privada de serviços especializados. Atribuições de ensino em 6  Universidades Italianas.:Genova (’95 -’96), Torino (’96 -’98), Parma (’00 -’01), Siena (’01 -’04), Bérgamo (’05 -’10), Milano (’10 -’14). Atividade editorial: 9 volumes + 10 tratados, incluindo o Lexicon Il PRIMAVORI “. 157 Trabalhos em revistas especializadas. 140 palestras + seminários (Itália e no exterior). Membro da Comissão UNI UNI / CT 033 / GL 20 (ex-Comissão UNI / U870305) (“Stone Floors and Claddings”). Membro do Comitê Técnico-Científico das revistas: MARMOMACCHINE MAGAZINE; L’INFORMATORE DEL MARMISTA; DIAMANTE. Vice-presidente (responsável pela Europa) no Conselho Executivo do HSS (Heritage Subcomissão de pedra).

RENATO JOSÉ AVILLA PALDÊS

Arquiteto e Urbanista pela FAU –S.Souza (1979 – RJ), com escritório próprio, estabelecido em Cachoeiro de Itapemirim – ES – desde 1982, onde atua até hoje. Administrador (1992), tornou-se especialista e consultor sobre Rochas Ornamentais, já que aprendeu e cresceu com um setor que estava praticamente se iniciando, na cidade que é a maior produtora de Mármore e Granitos do País. Tem um trabalho reconhecido de aproveitamento de rejeitos de rochas ornamentais na arquitetura, e seu uso em vias públicas, todo material oriundo das sobras do processamento industrial do mármore e do granito.

RISALE NEVES

Arquiteta, professora no Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil. Mestra em Desenvolvimento Urbano pela UFPE e Doutora em Geociências pelo Centro de Tecnologia e Geociências da UFPE, com pesquisa relativa ao Uso de Rochas na Arquitetura. Autora de projetos residenciais unifamiliares, multifamiliares e institucionais; idealizadora e coordenadora do Projeto Aprender na Obra, convênio técnico e parceria entre a UFPE e a Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Pernambuco, Ademi-PE, desde 1999. Criadora e ministrante da 1ª disciplina sobre os Usos de Rochas na Arquitetura em cursos de graduação de Arquitetura no Brasil, iniciada em 2013 na UFPE. Integrante do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia por Pernambuco, CONFEA-CREA-PE (2009-2011); Conselheira Estadual e membro da Comissão de Ensino e Formação do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado de Pernambuco, CAU/PE(2012-2014); integrante do Conselho Federal de Arquitetura e Urbanismo do Brasil por Pernambuco, CAU/BR (2015 a 2017). Integra atualmente a diretoria da Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura do Brasil, ABEA (2018-2020).

SEPPO LEINONEN

Geólogo em Pesquisa Geológica da Finlândia (GTK). A maioria dos 24 anos de sua carreira incluem experiência com pedras de dimensão. Sua tarefa atual desde o início de 2016 é de Chefe de Unidade de minerais industriais. Seu principal interesse é por trabalho de pesquisa e contato íntimo com as indústrias. Os projetos em desenvolvimento incluem a exploração de novas regiões potenciais e depósitos e avaliações detalhadas da qualidade para a produção. Seu foco tem sido principalmente na pedra-sabão, pedras negras, granitos e lajes metamórficas. Além do trabalho de pesquisa geológica, Seppo também conta com larga experiência em regulamentos ambientais e aplicações de permissões. Os resultados mais importantes foram numerosos: novos depósitos seguidos de investimentos para quatro novas pedreiras e usinas de processamento. Seus estudos atuais mostram a recursos para produção eficiente de pedreiras, um conceito de pedra local e desenvolvimento de contratos públicos para pedras de dimensão. Educação: Universidade de Oulu, geologia e mineralogia; Master of Science, 1993; Estudante de doutorado, desde 2007.